Devo entrar na Cabana? [Parte 1]

Devo entrar na Cabana? [Parte 1]

Análise crítica sobre o livro A Cabana de William P. Young.

“Essa história precisa ser lida como se fosse uma oração – a melhor forma de oração, cheia de ternura, amor, transparência e surpresas. Se você tiver que escolher apenas um livro de ficção para ler este ano, leia A Cabana.” Michael W. Smith.  

Eu segui o conselho do grande ministro de louvor Michael W. Smith e pude ler um dos livros mais aclamados na atualidade no meio evangélico. O livro A Cabana é uma ficção com uma história intrigante e bela. Todavia mesmo sendo uma ficção, exerce incrível fascínio e influência sobre a forma que os cristãos passam a enxergar a Deus e a se relacionar com Ele.

A maioria das pessoas que leram o livro afirma: “- Esse livro mudou minha forma de ver a Deus.”.

Incrível! Essa afirmativa nos leva a acreditar que um livro de ficção leva uma pessoa a mudar a forma como se relaciona com Deus acreditando que a forma como Deus é apresentado nessa obra tem alguma base na Bíblia, na verdadeira Palavra de Deus.

Vejamos alguns trechos do livro à luz da Bíblia:

Mack conta uma lenda indígena para a filha Missy e a mesma pergunta:

“- O Grande Espírito é outro nome para Deus. Você sabe o Pai de Jesus?”

O Pai responde: “Acho que sim. É um bom nome para Deus. Porque ele é um espírito e é grande.”.  Página 33

Comentário: Não preciso me ater muito a esse ponto. Comparar Deus a uma entidade indígena se trata de uma heresia.

Jesus ao falar sobre o senso de humor de Deus, retratado como uma mulher gorda afirma:

“– Ela é uma piada.”! Página 80

Comentário: Todo extremo é perigoso. Querer colocar Deus a um nível humano e se referir ao Deus Eterno como “piada” é no mínimo banalizar a imagem de Deus.

Mack vê marcas nos punhos de Deus Pai. Deus afirma:

“- Nós estávamos lá (na cruz) juntos.”  Página 86

Ainda na página 89 Deus disse a Mack:

“– Pai, Filho e Espírito tornaram-se humanos, e abraçaram todas as limitações que isso implicava. Nos tornamos carne e sangue.”

Por fim na página 92 Mack diz para Deus:

“- Lamento que você tivesse de morrer.”

Comentário: Os textos acima expressam uma doutrina que muitos acreditam ser a Doutrina da Trindade, mas na realidade reporta a uma doutrina herética primitiva chamada Modalismo. Essa doutrina ensina que Deus, Jesus e o Espírito Santo são a mesma pessoa.

A Bíblia não fala isso. Ainda mais absurdo é acreditar que Deus Pai foi morto na cruz. A Bíblia diz que Jesus é o Cordeiro de Deus que foi morto antes da fundação do mundo.

“Deus, que é a base de todo ser, mora dentro, em volta e através de todas as coisas e emerge em última instância como real.” Página 102.

Comentário: Deus mora dentro e através de todas as coisas? Mais uma heresia que se assemelha mais a definição de Panteísmo. Deus é onipresente, ou seja, ele está em todo lugar, mas não habita em todas as coisas como o livro afirma.

Para ler a segunda parte desse post CLIQUE AQUI.

Tags:


Sobre o autor



4 Resposta para Devo entrar na Cabana? [Parte 1]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Back to Top ↑