E a terra era sem forma e vazia…




E a terra era sem forma e vazia…

Alguns teólogos na tentativa de conciliar a narrativa bíblica da criação com as descobertas da ciência adotaram a teoria da restituição. Esta foi defendida por Chalmers, Buckland, Wisemann e Delitzch, e supõe que transcorreu um longo período entre a Criação primária, mencionada em Gn. 1:1, e a Criação secundária, descrita em Gn. 1:3-31. Esse longo período foi marcado por várias mudanças catastróficas, resultando na destruição supostamente descrita pelas palavras “sem forma e vazia”. Essa destruição foi seguida por uma restituição ou restauração da criação, quando Deus transformou o caos em Cosmos, um mundo habitável para o homem. Mas segundo essa teoria, o que causou a destruição da Criação primária descrita em Gn. 1:1? Segundo os que defendem essa teoria, a queda de Lúcifer e da terça parte dos anjos descritos em Apocalipse 12, gerou a completa destruição da criação de Deus. Após esse acontecimento a Terra se tornou sem forma e vazia.  Deus então inicia a Criação secundária onde restaura a Terra que outrora havia sido destruída pela queda de Lúcifer.

Chegamos aos seguintes questionamentos:

Essa teoria encontra algum fundamento na Bíblia? Com Base em que se acredita que a Criação inicial foi destruída e restaurada por Deus?

Os que creem nessa teoria geralmente recorrem a passagens como Is. 24:1; Jr. 4:23 – 26; Jó 9:4 – 7; 2Pe 2:4, mas uma das principais referências usadas para defender a teoria é Isaías 45:18 que diz:

“- Porque assim diz o Senhor que tem criado os céus, o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmou,não a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o Senhor e não há outro.”

A conclusão que se tenta chegar ao comparar Gn.1:2 e Isaías 45:18 é que há uma aparente contradição entre as passagens, sendo esta explicada pela teoria em questão. De uma forma simplista segue-se a seguinte linha de raciocínio: “- Como pode um Deus perfeito criar algo sem forma e vazio? Deus não pode ter criado a Terra sem forma e vazia, e, portanto ocorreu algo que gerou esse caos.”.

Todavia esta teoria nunca encontrou apoio nas Escrituras. Ela é fruto de uma interpretação forçada que tenta conciliar aparentes contradições bíblicas. A Bíblia não diz que a terra se tornou sem forma e vazia, mas que era sem forma e vazia. E mesmo que se possa traduzir o verbo hebraico hayetha por “tornou-se”, as palavras “sem forma e vazia” denotam uma condição não formada, e não uma condição resultante de destruição. Outro problema nessa teoria é que na tentativa de resolver aparentes contradições bíblicas, gera outras contradições. Por exemplo: A Bíblia nos ensina claramente que Deus criou os céus e a terra “e todo o seu exército” em seis dias, Gn. 2:1; Êx. 20:11. Ou seja, se aceitarmos que essa teoria seja verdade, a criação levou mais do que seis dias para ser concluída.

Como podemos então interpretar a passagem de Isaías 45:18?

Note que o texto diz:

“o Deus que formou a terra, e a fez; ele a confirmounão a criou vazia, mas a formou para que fosse habitada: Eu sou o Senhor e não há outro.”

Note que o texto usa os termos “formou”, “fez” e “confirmou”. Essas ações indicam um processo. O próprio versículo explica o significado da expressão “não a criou vazia”, quando logo em seguida conclui com a sentença “mas a formou para que fosse habitada”. Ou seja, a palavra “vazia” se refere ao estado inicial da terra quando Deus ainda não havia criado os seres vivos.

Pense na seguinte situação: Um pintor ao idealizar sua arte, inicialmente precisa ter a base sobre a qual irá pintar seu quadro. A tela inicialmente não possui forma e está totalmente branca. Após misturar de forma hábil as cores e usar toda sua técnica o pintor consegue pintar uma bela obra de arte. Da mesma forma o primeiro capitulo de Gênesis descreve um processo pelo qual Deus realiza uma criação por etapas, que encontra seu ápice na criação do homem.

Vamos compreender o texto de Gn. 1:2 onde está escrito:

“- E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.”

Segundo a terceira regra da hermenêutica, é necessário tomar as palavras no sentido indicado no contexto, a saber, os versículos anteriores e posteriores ao texto que se pretende estudar. Pelo contexto identificamos palavras, expressões e outros versículos que definem o significado da palavra obscura.

Vejamos então o que está escrito em Gênesis 2: 4 – 6:

“- Eis as origens dos céus e da terra, quando foram criados. No dia em que o Senhor Deus fez a terra e os céus não havia ainda nenhuma planta do campo na terra, pois nenhuma erva do campo tinha ainda brotado; porque o Senhor Deus não tinha feito chover sobre a terra, nem havia homem para lavrar a terra. Um vapor, porém, subia da terra, e regava toda a face da terra.”

 O texto acima explica o significado da expressão “sem forma e vazia” em Gn. 1:2. Fica nítido que assim como em Isaías 45:18, a expressão “sem forma e vazia” de Gn.1:2 faz alusão a não existência de qualquer ser vivo nesse instante inicial da Criação.

Concluímos que uma cuidadosa leitura dos textos já citados é suficiente para nos convencer de que eles não provam a teoria da restituição.





Tags:


Sobre o autor



8 Resposta para E a terra era sem forma e vazia…

  1. Parabéns pela matéria.

  2. Nivaldo

    Queridos vejamos o seguinte – “A terra, porém, estava (ou era) [hb.: hayah; sig.: “tornar-se”] sem forma [hb.: tohuw sig.: “desolação”, “caos”] e vazia [hb.: bohuw; sig.: “ruína]; havia trevas sobre a face do abismo, e o ESPÍRITO de DEUS pairava por sobre as águas”. As traduções não são muito coerente,Deus fez os céus e a terra sendo que na formação do ultimo ceu o céu da eternidade Deus criou os anjos que sao por significado sopro ou alito derivado de uma palavra em grego OAK….assim o cria depois um anjo chamado LÚCIFER a mais bela das criaturas mais ele da uma terra de pedra preciosa ou melhor uma reino mineral a primeira terra foi de predras e Lúcifer e a terça parte dos anjos foram dados a ele para fazer parte do coro…ele então decide ser igua a Deus e é lançado de cima jesus em Lucas estava praga do quando de repente ele disse EU VI SATANAS CAINDO COMO UM RAIO e assim a terra que antes era com cânticos tornase fazia e caos …

  3. O Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.
    Água é sinal de julgamento! Quando Deus quis destruir o home m da face da terra, ele usou o dilúvio; água. Logo tem sentido de no início de tudo ter havido um julgamento da parte de Deus sobre a terra.
    O estudo humano fala dos dinossauros que existiram ha milhões de ano. O homem tem aproximadamente 6000 anos de existência, o que indica que antes deles existiram outros seres.

  4. no capítulo 2.v.17 DEUS fala prá adão do mal e da morte como algo que já existia no mundo,
    ou que veio a existir. então,já que satanás era um anjo, quandos foi mesmo que os anjos foram
    criados? eles fasem parte da criaçao dos seis dias? se faram criados antes, a teoria da restituiçao faz sentido. mais veja o que diz em ( GN 2.1; EX 20.11 )então,se foram criados também nos 6 dias o anjo deve ter se rebelado durante ou logo depois da criação, e assim está
    descartada a teoria da restituiçao.

    • vera Lucia cesar

      A bíblia deixa claro que anjos foram criados antes da terra e do homem, estrelas na biblia significa anjos, veja o que Deus disse a Jò sobre a crianção.

      Jó – Capítulo 38

      1 Depois disto, o SENHOR, do meio de um redemoinho, respondeu a Jó:
      2 Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento?
      3 Cinge, pois, os lombos como homem, pois eu te perguntarei, e tu me farás saber.
      4 Onde estavas tu, quando eu lançava os fundamentos da terra? Dize-mo, se tens entendimento.
      5 Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?
      6 Sobre que estão fundadas as suas bases ou quem lhe assentou a pedra angular,
      7 quando as estrelas da alva, juntas, alegremente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus?

      • Alexandre

        Bela resposta

        A Bíblia traz várias referências sobre a teoria da restituição
        Jeremias 4:23-27
        Ezequiel 26

  5. ELI

    No princípio o DEUS criou o céu e a terra.
    Isto é uma afirmativa e nada mais que isso. A partir do próximo versículo é explicado em parábolas como sucedeu a criação da nossa galáxia e não do universo inteiro. Veja que onde o DEUS criou o que veio a chamar de céu era antes águas, mas o Espírito do DEUS já pairava sobre elas, antes de ELE mandar secar o centro dela, ou seja, antes DELE mandar que fosse feito a expansão no meio dela. De modo que tanto O DEUS quanto O Espírito da parte DELE presente na criação da nossa galáxia estavam fora das águas, acima delas e sendo assim, estava em outro céu. Não a toa as Escrituras falam de céu e céus. Mas isso fica mais evidente observando textos como os de Jó que fala dos pormenores. Claro que quem diz que a terra se tornou sem forma e vazia erram quando diz que isso se deu pela queda de Lúcifer pois Lúcifer não foi expulso antes da nossa terra. Ele foi expulso quando a autoridade do MESSIAS (Cristo) foi posta em prática e O FILHO DO DEUS só se tornou o MESSIAS mediante o batismo que foi quando O DEUS o confirmou. A razão dela ter sido outrora sem forma e vazia O DEUS não nos contou, ou talvez ninguém da humanidade foi capaz de perceber isso nas Escrituras. Mas veja que tem profecias nas Escrituras que fala que ela vai se tornar sem forma e vazia novamente, ainda que apenas por certo tempo, mas, vai. Uma coisa é certa. ELE deu a forma da terra quando mandou as águas abaixo do céu, que acabara de criar, se ajuntar em um só lugar e se separar uma das outras, o que certamente foi a separação da água doce da águas salgada. Ali ELE deu a forma do planeta água que chamamos de Terra, mas veja, que a terra estava submersa na água ainda. Ela só vai aparecer, sendo uma única ilha, mediante a ordem DELE. Certamente que as águas foram secando até que aparecesse a parte seca que somente tempos depois, aproximadamente nos dias de Ninrode, se partiu formando as ilhas das nações, adquirndo a partir dali a forma que tem hoje sobre os mares. Pelo o fato de ela ter aparecido nas águas já formada, penso eu que pode sim crer que ela um dia havia existido antes, mas foi destruida por muitas águas. Águas que cobriam nosso sistema solar. Sem dúvida isso explicaria os fósseis de bilhões de anos. Já parou para pensar que se não fosse Noé, hoje seríamos apenas fosseis iguais as ossadas que os geólogos tem encontrado? Seríamos como os dinossáuros e outros seres que só restaram os ossos.

  6. quero compartilhar o que eu achei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Back to Top ↑