Geração incrédula




Geração incrédula

Certa vez Jesus foi questionado pelos discípulos de João Batista sobre o fato deles e os fariseus jejuarem e os discípulos de Jesus não. Lemos no livro de Mateus 9:14 – 15 a seguinte passagem:

“- Então, chegaram ao pé dele os discípulos de João, dizendo: Por que jejuamos nós e os fariseus muitas vezes, e os teus discípulos não jejuam? E disse-lhes Jesus: Podem porventura andar tristes os filhos das bodas, enquanto o esposo está com eles? Dias, porém, virão, em que lhes será tirado o esposo, e então jejuarão”.

Na passagem acima Jesus deixa claro que após o esposo(o próprio Jesus) ser retirado os discípulos jejuariam, mas enquanto Jesus estivesse com eles, não havia a necessidade deles jejuarem.

Um fato curioso é que em Mateus 17: 15 – 18 lemos uma passagem onde um homem cujo filho era atormentado por espíritos malignos, procurou a Jesus pois os apóstolos não puderam curá-lo. O texto diz o seguinte:

” – Senhor, tem misericórdia do meu filho. Ele tem ataques e está sofrendo muito. Muitas vezes cai no fogo ou na água. Eu o trouxe aos teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo“. Respondeu Jesus: “- Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei com vocês? Até quando terei que suportá-los? Tragam-me o menino”.
Jesus repreendeu o demônio; este saiu do menino que, daquele momento em diante, ficou curado.”

No mesmo capítulo no versículo 21 Jesus fez a seguinte afirmação aos discípulos:

“- Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.”

Talvez você não tenha percebido a aparente contradição entre os textos. Se essa casta de demônios só saia com oração e jejum, sendo que conforme o próprio Jesus seus discípulos não podiam jejuar, como Jesus queria que estes expulsassem esse demônio?

A resposta a essa aparente contradição está no próprio contexto de Mateus. Jesus chama os discípulos de “geração incrédula” pois estes não conseguiram expulsar o demônio. Como sabemos que Jesus se referia aos discípulos? Porque no versículo 20, Jesus afirma novamente que os discípulos foram incrédulos.

Em Mateus 17:19 – 20 lemos o seguinte:

“- Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Por que não pudemos nós expulsá-lo?
E Jesus lhes disse: Por causa de vossa incredulidade; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.”

Ou seja, os discípulos não expulsaram o demônio devido sua falta de fé, e não pelo fato de não estarem jejuando. Fica esclarecido então nesse contexto que Jesus não estava exigindo algo dos discípulos que eles não tinham condição espiritual de fazer.

O que você achou desse post? Se tiver considerações a fazer ou até mesmo outro ponto de vista comente esse post ou fale conosco. Que a paz de Jesus esteja com todos. Amém!





Tags:


Sobre o autor



4 Resposta para Geração incrédula

  1. Renato Gerson Constantino

    Eu creio que mesmo usando de fé temos que ter uma cumplicidade bem grande com o nosso Deus. Uma vida regrada e santificada porque senão podemos passar até vergonha. Os espíritos malignos nos observam de longe e as vezes até de perto. Sempre vigilantes no que falamos ou fazemos, porque esses demônios serão os primeiros a nos apontar. E aí? Vigiemos sempre é oremos sempre.

  2. Hamilton Santos

    Obrigado pela explicação!

  3. Thalita Silva

    Amei os esclarecimentos desse post. Perfeito! Que Deus os abençoe sempre!

  4. Estevão

    Achei esclarecedora as considerações feitas, pois estava em dúvida se era com os discípulos ou com o pai do menino que jesus esta chamando de raça incredula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Back to Top ↑